Acontece no geo

Tudo que acontece no geo está aqui.
confira as últimas notícias.

Veja Mais
28 de novembro de 2019

Alunos do Geo Sul encenam ‘A Bela e a Fera’ e reforçam através da dramaturgia que o que importa é a essência não o estereótipo

As pessoas devem ser amadas pela sua essência, pelo seu caráter, pelo seu interior, não pelo exterior, pois uma pessoa extremamente bonita aos olhos de quem a vê pode ser um monstro por dentro. Essa lição de vida que norteia a narrativa do clássico da Disney ‘A Bela e a Fera’ pôde ser revivida na noite desta quarta-feira (27), durante a apresentação que alunos do Geo Sul fizeram no palco de eventos do Mangabeira Shopping. A peça, encenada por 70 estudantes, desde a Educação Infantil até o Ensino Médio, fechou o ano letivo e a 15ª Edição do projeto GEO Artes, uma iniciativa que estimula os alunos a desenvolverem o talento artístico, seja na dança, no teatro ou na música.

A professora de dança, Joelma Ferreira, que fez a adaptação do roteiro, a coreografia e respondeu pela direção do espetáculo, explica que na versão feita para o Geo, ela direcionou o despertar da paixão da Bela pela Fera para chamar atenção da importância da leitura. “Na nossa peça, Bela começa a olhar a Fera de forma diferente quando percebe que além dele ser uma pessoa generosa, ele é culto, pois mantém um diversificado acervo em sua biblioteca no castelo”, destaca a professora que quis chamar atenção da importância da leitura na transformação da vida das pessoas.

O enredo e o espetáculo, fora deste contexto literário, seguiu a versão original da Disney, incluindo a própria trilha sonora. Durante uma hora, tempo de duração do espetáculo, os atores-estudantes se revezavam no palco, com destaque para os três personagens pivôs da trama – a Bela, interpretada pela aluna Ana Júlia, a Fera, por Luis Miguel e o Gaston – o fazendeiro que queria casar com a protagonista, interpretado pelo estudante Artur Alves. O trio cursa a 2ª série do Ensino Médio. Os demais integrantes do elenco subiam ao palco, em momentos alternados, interpretando ou dançando, a exemplo do papel das alunas da Educação Infantil que estavam belas de bailarinas vermelhas ou amarelas.

O diretor do colégio Geo Sul, professor Roberto Oliveira, acompanhou a apresentação e antes do início do espetáculo, destacou a importância que projetos como o Geo Artes têm na vida dos alunos do colégio e de como a instituição valoriza iniciativas que estimulem os estudantes a ampliarem seus horizontes. “O Geo tem uma proposta de educação que estimula seus alunos a desenvolverem suas habilidades, sejam elas acadêmicas, artísticas e/ou intelectuais, pois nos entendemos que é importante abrir o leque de aprendizado para que o conhecimento seja o mais amplo e rico possível”, disse ele.

No final do espetáculo, com todo o elenco reunido no palco, a professora Joelma agradeceu a confiança e apoio dos pais ao projeto Geo Artes e pediu um minuto de silêncio em homenagem ao professor, artista e bailarino, José Enoch, falecido no último sábado.

Compartilhe esta notícia:

Últimas notícias

Imprensa

Entre em contato com:

ELIANE SOBRAL
esnews@terra.com.br
(83) 3221-8829 / (83) 99985-0706

Trabalhe
Conosco

Facebook

Facebook

Twitter

Twitter

Youtube

Youtube

Fechar